O REPLICADOR

Maio 13 2009

Não defendo um estado providência sem limites

Não defendo um contrato social global que defenda o bem comum (o que é isso?) e que se baseie na obrigatoriedade de acções

Não acredito que seja a colocar dinheiro a fundo perdido nos países do 3º mundo que eles se vão desenvolver

Falo de evolução/darwinismo em discussões aparentemente banais

Penso que a sociobiologia tem ferramentas mais adequadas para a explicação do comportamento da espécie humana do que muitas outras ciências sociais

Não sou de esquerda

Acho que de boas intenções está o inferno cheio

Não acredito que vou mudar o mundo, apesar de saber que todos nós o mudamos um pouco

Acredito que a mudança é inevitável mas não deve ser imposta por instituições de carácter autoritário

Acho que o uso abusivo da moral kantiana (imperativo categórico) que observo por aí não é mais do que uma forma de auto-elogio por parte dos que a usam

Como quebro demasiadas regras de convivência social, sou frequentemente olhado de lado, como se fosse um Nazi ou uma entidade inumana.

Como não sou Nazi, nem tenho simpatia por eles, aceito, desde já, que não pertenço à raça humana.
Obrigado aos humanos que me fizeram perceber isso.

Muitos cumprimentos.

 

publicado por Filipe Faria às 18:50

Nossa, vc é igual a mim, igual mesmo
Mauro a 13 de Julho de 2013 às 05:47

Política, Filosofia, Ciência e Observações Descategorizadas
Facebook
pesquisar
 
RSS
eXTReMe Tracker