O REPLICADOR

Agosto 19 2009

Adoro o Francisco Louçã. Adoro a forma como ele se indigna perante todas as imoralidades presentes na natureza humana. Como ele gosta dos homens, das mulheres, dos gays, das crianças, dos gatos e dos mosquitos. Apenas não gosta dos que lhe fazem oposição política; mas tem toda a razão para o fazer: afinal de contas, ele é o único homem sério no espectro político português.

 

Todos os outros estão na política em prol do seu ego, mas Francisco Louçã não, ele está acima dessas tendências humanas pecaminosas. Louçã não se ama a si mesmo, ama o mundo através de si mesmo. O seu ego é, no máximo dos máximos, um catalizador para esse amor.

 

Ninguém, nem o Papa, ama mais o mundo do que ele; e para o mostrar, em todas as eleições, ele vota no Bloco de Esquerda.

 

publicado por Filipe Faria às 19:44

Política, Filosofia, Ciência e Observações Descategorizadas
Facebook
pesquisar
 
RSS
eXTReMe Tracker